English                      Portuguese
Núcleo de Estudos da História da Música Luso-Brasileira CESEM


Entrada
Apresentação
Eventos
Dicionário Biográfico
Newsletter
Projetos
Links
Contactos

Quem somos  
Direção
Membros
Parceiros Institucionais



Edições Musicais Caravelas

                              

Coordenador:   Marcelo Campos Hazan

Conselho Editorial: 

Paulo Castagna
David Cranmer
Luísa Cymbron
Marcelo Campos Hazan
António Jorge Marques

Objetivos

Disponibilizar online edições, de elevada qualidade científica, de partituras por autores portugueses e brasileiros, ou estrangeiros residentes/visitantes em Portugal e no Brasil até cerca de 1910. Tem duas vertentes: a disponibilização online de partituras já editadas até c. 1910 (série "Edições fac-similadas"), e a publicação online de edições críticas, até agora não editadas, do mesmo repertório (série "Edições críticas").

Critérios de aceitação para edição

A.    Série "Edições fac-similadas" (Partituras já editadas até c. 1910)
1.     Envio da partitura em questão em formato .pdf, pronta para publicação sem qualquer intervenção editorial.
2.     Envio de uma autorização do dono do exemplar da partitura, confirmando que não se opõe ao uso da mesma para este efeito.
3.     Envio de um texto de apresentação, da autoria do proponente, em português e em inglês, contextualizando a obra em questão e explicando a sua importância no contexto da História da Música Luso-Brasileira. O texto deve começar com os seguintes elementos: compositor e título da obra, a palavra "Introdução" ou "Introduction" (conforme a língua), o nome do proponente e a instituição a que está vinculado (se houver). No final do texto, deve ser acrescentado o lugar e data da elaboração do texto. Os textos devem ser enviados em formato Word, com espaçamento simples, justificação dos dois lados, letra tamanho 12, preferencialmente Book Antiqua, e com citações extensas no tamanho 11. As traduções inglesas têm de ser realizadas ou verificadas linguisticamente por alguém cuja língua materna é o inglês.
4.    Envio de uma autorização do autor do texto de apresentação, permitindo a sua edição online exclusivamente no site do Caravelas, sem pagamento de qualquer honorário, quer pelo Caravelas, quer por visitantes ao site. A edição sairá com as indicações "© Caravelas – Núcleo de Estudos da História da Música Luso-Brasileira, 2012." e "Esta edição pode ser copiada gratuitamente para efeitos de estudo. Todos os restantes direitos reservados." 
5.    Aprovação do Coordenador das edições musicais e dois membros do Conselho Editorial das mesmas. Esta aprovação dependerá de 1) a verificação dos pontos 1 a 4, 2) a relevância da proposta, 3) a não-disponibilidade online da obra ou conjunto de obras em causa, ou a justificação da sua reedição online (que, neste caso, será incluída no corpo do ensaio introdutório).
 
B.     Série "Edições críticas" (Novas edições de música até c. 1910)
1.     Envio da partitura em questão em formato .pdf, pronta para publicação. Não há restrição quanto ao programa de software utilizado, nem sobre os pormenores de normas de transcrição. No entanto, querendo manter um elevado nível científico, exigem-se a observação das seguintes orientações:
a)     O uso da notação moderna, incluindo claves modernas, a ordem habitual moderna de instrumentos orquestrais (madeiras, metais, percussão, vozes, cordas, com trompas antes de trompetes), convenções modernas para instrumentos transpositores.
b)    Cuidado com o texto literário, especialmente com a divisão silábica conforme a língua em causa (atenção que português, italiano e latim têm normas bem distintas entre si) e uma atualização da ortografia e pontuação (a não ser que haja motivo específico para manter a original).
c)     A edição deve ser acompanhada por um texto explicando as normas usadas, por exemplo, na inserção/correção de dinâmicas, indicações agógicas, ornamentos, etc.
d)    A escolha da(s) fonte(s) precisa de ser justificada. A(s) fonte(s) deve(m) ser descrita(s), incluindo as suas dimensões e o seu paradeiro atual, incluindo a cota/classificação (call mark), caso haja. No caso de manuscritos, deve incluir, no mínimo, a descrição da encadernação (se houver), as marcas de água (se for possível), se é uma partitura autógrafa ou não, e, caso não, se há um ou mais copistas. No caso de impressos, no mínimo, deve incluir os dados bibliográficos habituais.
e)    A edição deve ser acompanhada por notas críticas indicando as lições que constam no original e foram alteradas na partitura, de modo a se poder reconstituir o original através da edição em conjunto com as notas. Especialmente importantes são lapsos na altura das notas, na sua duração, ou excessos.
f)    As intervenções editoriais devem limitar-se a "erros evidentes", ou seja, a lições que ultrapassam o estilo da época e local da(s) obra(s) editada(s).
2.    Envio de um ensaio introdutório, da autoria do proponente, em português e em inglês, contextualizando a obra em questão e explicando a sua importância no contexto da História da Música Luso-Brasileira. O texto deve começar com os seguintes elementos: compositor e título da obra, a palavra "Introdução" ou "Introduction" (conforme a língua), o nome do proponente e a instituição a que está vinculado (se houver). No final do texto, deve ser acrescentado o lugar e data da elaboração do texto. Os textos devem ser enviados em formato Word, com espaçamento simples, justificação dos dois lados, letra tamanho 12, de preferência Book Antiqua, e com citações extensas no tamanho 11. As traduções inglesas têm de ser realizadas ou verificadas linguisticamente por alguém cuja língua materna é o inglês.
3.    Envio de uma autorização do editor da partitura e do autor do ensaio introdutório (caso seja diferente), permitindo a sua edição online exclusivamente no site do Caravelas, sem pagamento de qualquer honorário, quer pelo Caravelas, quer por visitantes ao site. A edição sairá com as indicações "© Caravelas – Núcleo de Estudos da História da Música Luso-Brasileira, 2012." e "Esta edição pode ser copiada gratuitamente para efeitos de estudo. Todos os restantes direitos reservados." No caso de obras cuja natureza implica a execução usando partes cavas, o editor deve indicar o seu contacto para a aquisição das mesmas, mantendo (entre os direitos reservados) todo o direito de negociar os termos da sua cedência.
4.     Aprovação do Coordenador das edições musicais e dois membros do Conselho Editorial das mesmas. Esta aprovação dependerá de 1) a verificação dos pontos 1 a 3, 2) a relevância da proposta, 3) a não-disponibilidade online da obra ou conjunto de obras em causa, ou a justificação da sua reedição online (que, neste caso, será incluída no corpo do ensaio introdutório).
Edições propostas devem ser enviadas ao e-mail do Núcleo Caravelas (nucleocaravelas@gmail.com).

Património  
Theatro Cómico Portuguez
Paço Ducal de Vila Viçosa

Biblioteca  

Atas
Livros
Libretos
Textos Breves
Edições Musicais

Iconografia  
Lugares
Pessoas

Personalidades  
Espaço Marcos Portugal



Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - UNL - FCT - CESEM - Caravelas ©2011